quinta-feira, 10 de outubro de 2013

"Corações Gelados" (Laurie Halse Anderson): OPINIÃO!

Laurie Halse Anderson é uma autora de bestsellers reconhecida por abordar temas complexos com uma frontalidade e crueza estonteantes. A verdade é que os seus livros para jovens e adultos não têm deixado os leitores de todo o mundo indiferentes o que lhe granjeou um reconhecimento intenso, bem como a nomeação para alguns prémios.

"Corações Gelados" foi-me apaixonadamente recomendado por uma amiga e, como tal, empenhei-me em arranjar o livro e quando numa troca o consegui fiquei contente e expectante com a leitura que acabei por realizar no mês passado.

No decorrer da minha licenciatura em Psicologia tive uma cadeira de Psicopatologia onde abordamos as Perturbações do Comportamento Alimentar, entre outras, e tendo um conhecimento científico mais específico e profundo desta temática foi com verdadeiro interesse que  me embrenhei nesta leitura porque muito embora encontremos na literatura por vezes a abordagem deste tema, a verdade é que vemos apenas pinceladas de uma problemática extensa, com raízes profundas e de uma abrangência que muitos desconhecem, pelo que "Corações Gelados" se agiganta por nos traçar a dura e crua realidade da anorexia e da bulimia, narrativa tão pouco aproveitada no campo literário apesar da sua relevância tão actual.

"Coração Gelados" chega-nos pela voz de Lia, uma adolescente anoréctica que leva o leitor por uma viagem emocional, dolorosa, tocante, perturbadoramente verdadeira e apaixonante. Através de uma escrita muito particular e de uma narrativa deveras sincera, a autora Laurie Halse Anderson, consegue que o leitor entre na mente de Lia e acompanhe os seus comportamentos, os seus pensamentos e as suas dinâmicas relacionais e afectivas, quase conseguindo sentir na sua própria pele a fragilidade e simultaneamente, a força de uma Lia que está em guerra com o seu corpo: a Lia como ela se percepciona não é a mesma Lia que os outros vêem e esta distorção da percepção do corpo afigura-se dramática no contexto das relações afectivas, nomeadamente no que toca à relação de Lia com o seu pai, a sua madrasta, a sua meia-irmã e a sua madrasta.

A família de Lia tenta ajudar da melhor forma que consegue e sabe, mas é verdade é que se torna inquietante assistir às inúmeras tentativas falhadas e aos dramas que se geram no seio familiar por quase deste distúrbio alimentar que controla a vida de Lia todos os segundos, minutos e horas do seu dia. 

"Corações Gelados" da autora Laurie Halse Anderson aborda também a temática da bulimia e da auto-mutilação, sendo que a narrativa leva-nos também para os meandros da baixa auto-estima, quase como se todos os componentes psicológicos e relacionais se conjugassem de forma a tornar tudo uma bola de neve que cresce e se descontrola, caminhando a passos largos até ao momento antecipado da morte onde o corpo sem alimento acaba por perder a batalha contra a vida.

No decurso da leitura, o leitor questiona-se inúmeras vezes sobre o que acontecerá a Lia: será que Lia vai conseguir dar a volta por cima e vencer a anorexia? Será que Lia vai acabar por sucumbir a este distúrbio que ataca com maior incidência jovens mulheres? Esta incerteza acaba por conferir um carácter perturbador à leitura. Não obstante, a narrativa de "Corações Gelados" não se reveste de nuances depressivas, mas floresce sim numa escrita bela que, apesar de crua, consegue envolver o leitor de uma forma forte e tocante.

"Corações Gelados" é sem dúvida uma leitura a não perder que não deixará nenhum leitor indiferente. Aliás, toda a narrativa está sustentada numa escrita que irá suscitar no leitor um leque de reacções e emoções deveras abrangente. Laurie Halse Anderson é inequivocamente uma autora a não perder de vista e a seguir futuramente com a máxima atenção.

CLASSIFICAÇÃO: 6. Excelente! 


1 comentário:

Cameleoa disse...

Pareçe ser bom. Ja entrou na minha listinha *-*.