sexta-feira, 1 de junho de 2012

"Diz-me quem és" (J.R.Ward): OPINIÃO!

Neste "Diz-me quem és", J.R.Ward escreve como Jessica Bird. J.R.Ward tem uma série de livros de literatura fantástica editados cá em Portugal mas esta foi a minha estreia já que neste livro a autora decidiu virar-se para o romance com suspense.

Logo no início da leitura ficamos a conhecer Grace Hall, uma socialite de uma beleza extraordinária.

Grace, juntamente com outras amigas suas figurou num artigo de revista como sendo uma das mulheres mais famosas da cidade e quando as suas amigas que também figuravam neste artigo começam a ser assassinadas, Grace começa a temer pela sua própria vida.

É neste contexto que Grace vai conhecer John Smith um especialista em segurança: Grace contrata John para ele se assegurar da sua segurança e, desde logo, é perceptível a química física e a tensão sexual existente entre ambos.

É neste cenário que vamos conhecer a fundo estas duas personagens: Grace, apesar de ser uma socialite, é uma mulher inteligente e empreendedora enquanto que John é um homem habituado à solidão e a não criar laços de afectividade pois a sua profissão exige-lhe disponibilidade total e imediata e como tal ter uma relação nestas condições seria difícil.

Só que ao conhecer Grace, John vai experimentar sentimentos novos e inesperados e vai portanto debater-se entre a necessidade de se manter emocionalmente independente e aquilo que sente por Grace.

A par da dinâmica especial entre Grace e John, o leitor é brindado com o suspense decorrente das mortes das socialites amigas de Grace.

Será que Grace também corre perigo e será que John, estando emocionalmente ligado a Grace, conseguirá desempenhar o seu trabalho correctamente e assegurar a sua segurança?

Através de uma escrita fluída e de uma narrativa repleta de diálogos e acontecimentos, a autora J.R.Ward concilia, de forma muito interessante, uma história de romance e de debates pessoais de carácter sentimental, com um registo de suspense que levam o leitor a desejar descobrir a autoria e motivações por detrás dos crimes cometidos.

CLASSIFICAÇÃO: 5. Muito Bom!



1 comentário:

natty francisco disse...

Adoro esta escritora! Os livros dela tem imaginação e uma capacidade de não nos aborrecer.